UOL Estilo UOL Estilo






Meu perfil
BRASIL, Mulher, Portuguese

Neste blog Na Web

 Visitas  
 

A arte de cair fora

Tem vezes em que a gente precisa cair fora."A Retirada", aquele hexagrama do I-Ching. “Quando não resta nada onde deva ir, ele volta”. Nada como cair fora civilizadamente, educadamente, do jeito mais ok que a situação permite.

Cair fora assim é quase um milagre. Mas tem vezes em que a gente precisa cair fora, não adianta. E os amigos dão parabéns: hey, chica, você fez a coisa certa. Jarvis cantando “don’t let him waste your time. Go, go, go!”

Tem vezes em que a gente precisa cair fora. Até da própria casa. Até da própria cidade. Até da própria vida. A saída é o aeroporto. E tem vezes em que a gente precisa tanto cair fora que enfrenta o caos aéreo estoicamente ouvindo Smiths no fone de ouvido. A gente precisa cair fora. E passar uma hora e meia sentada no meio de dois homens de preto só para mudar de ares, porque não basta cair fora da situação por telefone, já disse, é preciso sair um pouco da própria vida também.

Aí, quando você vê, está estoicamente viva, sobrevivente de uma confusão bem grande, firme, digna. E carente. E entediada.

Ter que cair fora é uma merda.

 (Nina Lemos)

:: Escrito por 02 Neurônio às 22h27

A trilha do infortúnio

Você tem uma idéia ótima: comprar um DVD do desenho preferido do seu filho. Ele adora DVDs e quando esse desenho passa, ele canta e dança. A pura fofura. Então, você vai na hora do almoço comprar o tal DVD. Como é baratinho, você compra logo toda a coleção, com 5 discos.

Na volta pra casa, no elevador, uma senhora opina: "Não dá tudo de uma vez não, eles nem lembram". Você resolve só dar dois. Ele fica animadíssimo. E dá-lhe play. Um episódio atrás do outro, sem comercial. Quando você ensaia dar um stop, é o puro berreiro.

E você deixa. Fica lá, ouvindo a linda música: "Com a cabeça e o coração, eles são pequenos e poderooooooosos...".

Ele dorme abraçado com a capa do DVD. Você acha fofo.

Até que na manhã seguinte, lá vamos nós novamente, para mais uma sessão de Save-Ums. E mais musiquinha. De 15 em 15 minutos.

E a noite também. E você não aguenta mais!!! Parece uma trilha sonora do puro infortúnio. Já começa a se arrepender de ter comprado vários DVDs.

Ainda bem que você não deu todos de uma vez. Pode presentear outras crianças na época do aniversário.

:: Escrito por raq affonso às 20h32