UOL Estilo UOL Estilo






Meu perfil
BRASIL, Mulher, Portuguese

Neste blog Na Web

 Visitas  
 
Trilha sonora para o fim de semana de frio

 

Para andar pela rua ouvindo no MP3 brincando de filme sugerimos a música "Pareço Moderno", do disco homônimo da banda Cérebro Eletrônico. Com certeza o seu dia vai ficar mais bonito se você vagar por aí escutando a música do Tatá Aeroplano, usando um casaco quentinho e tomando um café em um copo de plástico.

Trechinho da letra: "Gosto de cinema. Ponto. Vivo cheio de manias. Tenho uma certa pré-dislexia. Pareço moderno. Pareço um moderno a te procurar. Caio na balada, admito. Alimento meu espírito com litros de café e saio pra dançar."

Vá lá: www.myspace.com/cerebroeletronico.

E brinque de filme preto e branco no fim de semana. Vai ser ótimo. Eu sei.

(Por Nina Lemos)

:: Escrito por 02 Neurônio às 14h34
Malhar engorda

Sim, fazer exercícios físicos, malhar, suar a camisa engorda! E o pior: eu sou prova disso! O mais puro infortúnio.

Porque fazer musculação está entre as coisas mais tediosas do universo. Mas você está lá, empolgada, resignada, levantando aqueles pesos. Ouvindo um terrível hard rock, que bomba alto das caixas de som. Olhando pessoas bizarras levantarem outros pesos. Tudo bem, você pensa, meu corpo será recompensado com tanto sacrifício.

E quando você sobe na balança....tchannnnnnan! Você engordou. Sim, você está pesando MAIS. Tudo graças ao seu esforço físico.

Quer dizer...como você estava malhando, você também se achou no direito de comer. Doces, brigadeiros, pizzas, cerveja e vinho. Afinal, todo esse esforço merecia ser recompensado. E foi! Na sua cintura!

E o resultado disso tudo é: agora, além de malhar ao som de um solo de guitarra, você toma Diet Shake. Que maravilha de vida!

:: Escrito por raq affonso às 18h33
Elenco fixo e elenco convidado

Não adianta. É sempre assim. Na nossa vida temos um elenco fixo, aquele que vai ficar até o final do seriado. Eles estão sempre ali, em todas as temporadas. Podemos até não ver sempre essas pessoas. Mas elas aparecem em um telefonema, uma conversa no MSN, uma lembrança.

Aí chegam uns atores convidados. A gente sempre tem a eperança de que essa pessoa acabe sendo admitida como elenco fixo. Claro, quanto mais gente na série, melhor! Mas geralmente não é o que rola. Os convidados não dão audïência, os telespectadores se cansam de suas trapaças e o diretor acaba demitindo o sujeito.

 O melhor (ou pior): logo ninguém nem lembra que um dia ele existiu naquele enredo. Foi só uma participação especial nada marcante, que só será recordada quando alguém falar: "lembra que um dia os roteiristas piraram e acharam que era uma boa idéia contratar o fulano?". E alguém vai responder: "é, que viagem".

E o que acontece na outra temporada? Voltamos ao elenco fixo, aqueles que junto com a gente fazem a série valer uma vida. E, claro, continuamos abertos para os novos. Só não sabemos se eles vão dar ibope.

(Nina Lemos)

:: Escrito por 02 Neurônio às 16h11