UOL Estilo UOL Estilo






Meu perfil
BRASIL, Mulher, Portuguese

Neste blog Na Web

 Visitas  
 
Ano que vem, meu bem, tá combinado...

Eles estavam meio afastados do bloco. Pararam perto de um muro onde dava para conversar e se fazer ouvir acima da música que dizia "pode chorar, pode chorar". Trilha sonora perfeita, já que a moça de fato chorava.

_Você fica me humilhando, precisa dar em cima de outras mulheres na minha frente?, ela disse.

_Você é louca, você tá louca, ele gritou.

_Eu não sou louca, ela respondeu de volta.

 Já repararam que quase todas as brigas de casais terminam com a moça gritando que não é louca? Nunca vejo homens dizendo: "eu não sou louco". A gente sempre é perseguida por esse medo de ser chamada de louca. Sempre. Somos culpadas até quando brigamos. Mas o assunto náo é esse agora. Fiquei pensando no casal todo o resto do Carnaval (rimou). Quantas vezes já atravessei o samba e deixei de me divertir por causa de brigas idiotas assim? Muitas.

E é preciso estar de fora (como eu estava) para ver o quanto aquilo é uma bobagem imensa. É carnaval, queridos, deêm um abraço. Aposto que você, guri, nem humilhou ninguém. E também tenho certeza de que você, guria, náo é louca. Certeza. Loucura é o comportamento dos dois (que repito, já aconteceu comigo muitas vezes, acontece com todo mundo).

Mas certa mesmo e moderna é aquela velha marchinha de Carnaval que diz: "esse ano meu bem, tá combinado, nós vamos brincar separados". Brincar junto é ótimo. Mas brigar junto no meio do Carnaval e chorar é muito chato. Espero que o casal siga os votos da marchinha ano que vem. E depois se encontrem e contem como foi sem choro. Tá combinado, meu bem, tá combinado. (Nina Lemos)

:: Escrito por 02 Neurônio às 22h02